Sendo crente demais

1

Por que pensamos sobre pessoas que são “crentes demais”?

Dias atrás me peguei julgando alguns dos meus amigos como sendo “muito” cristãos. Atribuímos esse rótulo para aqueles que levam a obediência “muito a sério”, falam de Cristo a todo momento, não ouvem certos tipos de música e por ai vai.

Quando não-crentes nos culpam por sermos muito cristãos, eles falam a respeito de um comportamento legalista – atitudes que, ironicamente, não são cristãs.

O legalismo, ou a dependência do comportamento ao invés da fé para salvação, não é o alvo do Evangelho. No entanto, a devoção a Deus deve fazer das nossas vidas algo diferente.

As convicções sobre comportamento variam entre os cristãos e, a motivação por trás daquilo que fazemos, normalmente é o que de fato importa. Da mesma maneira que não devemos dizer que alguém não é cristão, pois algumas das suas ações não se alinham com o nosso ponto de vista sobre o cristianismo, também não devemos criticar alguém por ser cristão demais.

E então? Por que eu pensaria assim? Com base na raiz do problema, podemos fazer alguns questionamentos:

O QUE ESSES PENSAMENTOS REVELAM SOBRE MIM?

Pergunte a si mesmo para ver se existe alguma insegurança vindo a tona. Se essa pessoa entregou sua vida à Cristo por completo, como Ele mesmo nos pede, então porque estou incomodado? Estou descobrindo áreas da minha vida que não foram entregues completamente? Estou irritado ao ser condenado por algo que sou muito preguiçoso para oferecer a Deus? Estou rotulando essa pessoa antes mesmo de estar disposto a me avaliar?

ELA ESTÁ SENDO USADA POR DEUS?

A obediência e o serviço dessa pessoa estão produzindo alguma dependência? Sua dedicação revela Cristo as outras pessoas? A mensagem de Deus está sendo compartilhada? Essa pessoa está trazendo mais pessoas para perto de Deus? Se as respostas à essas perguntas forem sim, então o ministério dessa pessoa é algo a ser comemorado.

ESTOU TENTANDO VIVER UMA FÉ CONFORTÁVEL?

Jesus descreve as pessoas mornas, indiferentes a Ele e suas leis, como aqueles que Ele irá rejeitar. Muitas vezes, as pessoas mornas querem o rótulo de “cristão” sem o sacrifício de seguir a Cristo. A letra de uma das músicas do rapper Andy Mineo descreve algo bem interessante: “eu falo de Jesus, todos os cristãos me amam. Eu ando com Jesus, agora todos eles me julgam, não é engraçado?” Pergunte a si mesmo, estou procurando permanecer no conforto da minha fé? Será que a dedicação dessa pessoa para com Deus revela a minha apatia para com Ele?

A PESSOA ESTÁ NA MESMA MISSÃO, MAS SERVINDO DE UM JEITO DIFERENTE?

De forma arrogante, estou assumindo que existe apenas uma forma correta de servir a Deus? Estou julgando e condenando as escolhas dessa pessoa? A maneira como a pessoa serve a Deus parte de sua vocação original?

Em Coríntios está escrito: “Se todo o corpo fosse olho, onde estaria a audição? Se todo o corpo fosse ouvido, onde estaria o olfato? De fato, Deus dispôs cada um dos membros no corpo, segundo a sua vontade. Se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?” (1 Coríntios 12.17-19). Você pode estar querendo determinar uma função diferente daquela que a pessoa desempenha no Corpo de Cristo.

É UMA QUESTÃO DE DIFERENÇA DE PERSONALIDADE?

Deus usa pessoas de diferentes personalidades para alcançar a sua vontade. Alguém introvertido pode ter um papel ministerial diferente do seu. Não deixe que a diferença de personalidade crie barreiras em um relacionamento. Existe algo a ser aprendido em cada um, mesmo que isso seja irritante. Se você acha que é difícil manter uma boa atitude com esta pessoa, ore para que Deus amoleça seu coração e permita enxergá-lo como Ele enxerga.

ELA É UMA PESSOA TRANSFORMADA POR CRISTO?

A presença de Deus é praticamente evidente em Seus seguidores quando eles demonstram ter os frutos do Espírito. Essa pessoa está agindo com  amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e auto-controle? Esses frutos são visíveis em mim?

É DE CRISTO QUE ESTOU GUARDANDO RANCOR?

A medida que vivemos em conformidade com Deus e Sua santidade, nos tornamos vasos “para uso honroso, separado como santo”. Cristãos separados do mundo são diferentes. Muitas vezes, o julgamento nasce da diferença.

Jesus enfrentou esse julgamento quando foi condenado pelos fariseus. Esses caras acreditavam estar fazendo aquilo que era correto diante de Deus. Porém, quando viram Jesus, eles o desprezaram.

É Cristo que estou vendo e por isso estou rejeitando essa pessoa?

ELA FOI COLOCADA EM MINHA VIDA PARA ME APROXIMAR DE CRISTO?

Cada pessoa foi colocada em nossa vida por uma razão. Deus está trabalhando quando Ele desperta desconforto em nós. Provavelmente, Ele quer nos ensinar algo.  Por causa do meu orgulho, às vezes é difícil aceitar que a minha vida espiritual tem espaço pra melhorias. Seja humilde e permita o crescimento.

 

Link original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?