Os avisos sutis da infidelidade

2

Era uma manhã de domingo, brilhante e ensolarada, e o culto tinha acabado há pouco tempo. Um pastor visitante estava exibindo sua nova moto a um grande grupo da congregação no estacionamento da igreja. Ele andava em círculos, demonstrando a sua ampla gama de movimentos, e ligou o motor para mostrar seu poder. Uma jovem no meio da multidão pediu para dar uma volta. Sem hesitar, o jovem pastor concordou.

Ela pulou no banco do passageiro bem atrás dele, colocou os braços ao redor de sua cintura enquanto agarrava com firmeza. Ela apoiou a cabeça contra a parte superior das costas, enquanto era evidente, pelo olhar em seu rosto, que ela estava se esforçando para manter a compostura. O pastor levou a jovem ao redor do quarteirão da igreja, o que não durou mais de três minutos. Ele voltou para o grande grupo, e a jovem pulou.

Alguns meses depois foi revelado que eles tiveram um caso.

O pastor abriu o jogo sobre o caso pouco tempo depois, revelando muito do que aconteceu para seus amigos e colegas mais próximos. Uma das primeiras perguntas foi quando ele percebeu que a interação com a jovem era inadequada. O pastor disse que o momento em que ela o tocou; isto é, no momento em que o jovem sentou-se na motocicleta e colocou os braços firmemente em torno de sua cintura, ele sabia que iria ter um caso com ela.

Um momento de toque terminou em devastação para o casamento deste pastor e a reputação desta moça.

O toque não é em si mesmo mal, pois como sabemos, os bebês precisam de toque para crescer e muitos homens e mulheres recebem amor e afirmação através do toque físico, no entanto, se não for cauteloso, toque pode enviar mensagens não intencionais e indesejáveis para o sexo oposto.

Nem toda a comunicação é verbal.

Muitos argumentam que podem controlar individualmente as mensagens que eles enviam para o sexo oposto.

Infelizmente, eles estão errados.

Embora possamos tomar todos os esforços para sermos intencionais na forma como criamos as nossas mensagens, não podemos controlar como alguém vai interpretar essas mensagens. Assim como o toque foi a ponte para a infidelidade mostrar sua sujeira no caso do pastor e da moça, há inúmeros outros fatores não-verbais que se não forem bem controlados, têm o potencial de levar a infidelidade conjugal.

Aqui estão os mais importantes canais de comunicação não-verbais e sinais vermelhos que você deveria estar ciente.

Olhar fixo

Todos nós já flertamos com o sexo oposto em algum ponto ou outro.

Atrair os olhos às vezes é um jogo. Quando um deles olha para o suposto observador, muitas vezes ele logo em seguida olha para baixo, só para olhar para cima novamente, intencionalmente, para que você saiba que eles percebem que você estava observando. Quer esteja sentado do outro lado da sala ou diretamente um em frente ao outro, manter o contato visual consistente pode despertar nossas emoções, tanto relacional quanto sexual.

Pode ser devastador para o casamento quando o contato visual é usado para atingir estes fins.

Quando manipulado, contato visual consistente com alguém do sexo oposto, que não seja o cônjuge, pode incentivar um convite para conversar. Uma vez que os dois estão conversando, os assuntos podem começar inocentemente, que mais uma vez, por si só não é imoral, mas muitas vezes temas inocentes levam a discussões de temas que normalmente são reservados para os cônjuges, tais como sentimentos e desejos.

Esse tipo de conversa é exponencialmente maior quando conversa é levada para mídias sociais e conversas privadas, que dão uma falsa senso de segurança.

Como eu já explorado em um artigo anterior, a comunicação por mensagem de texto fornece uma falsa sensação de segurança; quase como um cobertor, falsamente protegendo-o de danos ao seu casamento no mundo real.

Então o que você pode fazer? Monitore seu olhares. Isso é algo que eu tive que trabalhar simplesmente com minhas tendências de observação.

Eu sou um observador de pessoas. Muitos de vocês podem ser também. Tenha cuidado para que suas tendências de observar as pessoas não sejam mal interpretadas. Como uma pessoa casada, você tem a responsabilidade de vigiar seus olhos.

Jó fez um pacto com seus olhos não olhar para uma mulher com intenção impura.Da mesma forma, como homem ou mulher casados, embora isso leve tempo, você pode treinar seus olhos para evitar o contato visual desnecessária com o sexo oposto que pode estar à espreita. O contato visual é importante em conversas diárias, mas monitore seu olhar.

Simplificando, evite dar ao sexo oposto o tipo de olhar que você só dá ao seu cônjuge em um encontro romântico.

Toque

Pesquisas têm apoiado há muito tempo as vantagens do toque. Fisicamente, o toque pode ajudar a diminuir a pressão arterial, frequência cardíaca e o estresse mental. Emocionalmente, toque fornece apoio e encorajamento em tempos de sofrimento, bem como nos momentos de alegria. Ao toque é usado de forma inadequada ou em vão, o indivíduo que recebe o toque pode interpretá-lo de forma não intencionada por quem o deu.

Deixar a sua mão sobre o braço de um amigo ou um colega de trabalho do sexo oposto por um longo período de tempo, durante uma conversa em seu escritório, pode comunicar mensagens emocionais ou sexuais que você nunca sonharia enviá-los intencionalmente ou mesmo verbalmente.

Isso pode fazer com que você ou a pessoa que você está tocando tenha sentimentos ou desejos que são destinados exclusivamente para o seu cônjuge. Se você não é aquele que se conectou com o sexo oposto através do seu toque, certamente isso não significa que o outro não está se conectando com você.

Monitore o seu toque ao falar com o sexo oposto. Faça anotações mentais de quantas vezes o toque acompanha suas palavras. Então, evite entrar nestas situações novamente, por todos os meios possíveis.

Tempo gasto em comunicação por mensagem de texto

Comunicação por texto fornece uma falsa sensação de segurança; um tipo de cobertor, falsamente protegendo-o de danos ao seu casamento no mundo real. Tempo comunica; ele pode comunicar o desejo, tanto por meio de emoções quanto por assuntos sexuais.

Gastar tempo trocando mensagens de texto com o sexo oposto diz: “Eu realmente gosto de falar com você”. Isso, então, é ou inocentemente interpretado ou perigosamente mal interpretado. Pode não demorar muito para começar a discutir assuntos que só devem ser discutidos com o seu cônjuge.

Você pode ser capaz de evitar se conectar com alguém através de texto quando fala de seus sentimentos e desejos, mas o indivíduo do outro lado da conversa, solteiro ou casado, pode não ser capaz de controlar se eles se envolvem ou não.

Evite conversas de texto privadas com o sexo oposto a todo custo. Nem comece. Comunicação como esta é um terreno escorregadio. É muito difícil de monitorar suas mensagens emocionais sutis ao enviar e receber textos privados. É igualmente difícil evitar a tentação, quando se está no meio dessas conversas consistentes. Quando você gasta tempo falando com alguém através de texto em particular, é fácil para enviar sinais mistos, sejam emocionais ou sexuais.

Teu coração

Finalmente, verifique o estado do seu coração. Sim, isso mesmo. Já ouvi muito frequentemente o argumento de que, “minha esposa e eu fazemos o que é melhor para nós.” Não, com a natureza do coração humano, evidentemente você está fazendo o que é melhor apenas para você. O egoísmo é a razão de casamentos fracassarem, o que geralmente leva ao divórcio.

Considere isto uma bandeira vermelha, se você é ou quer se casar, mas não acha que é necessário para monitorar algumas ou todas as suas interações com o sexo oposto.

Tenha uma conversa honesta com você mesmo. Examine seu coração. Se você conscientemente não está monitorando sua comunicação não-verbal com o sexo oposto ou se é ingênuo, você é responsável pelas palavras e mensagens que está enviando.

Os comportamentos não-verbais que recebemos e enviamos também têm a capacidade de enganar o coração e a alma dos outros.

Fomos formados por nosso Criador, tanto para comunicação verbal quanto para a não-verbal com os outros, incluindo as do sexo oposto. No entanto, como vivemos em um mundo decaído, a comunicação com os outros não pode ser feita de forma eficaz e apropriada, sem estratégia e intencionalidade.

Respeitar plenamente seu cônjuge, significa respeitá-los com suas palavras, suas ações, face a face e on-line, até que a morte os separe.

Traduzido e Adaptado por Luiz Henrique Ramos Santana. Original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?