Os 10 benefícios de uma comunidade verdadeira

2

Aqui está uma história com a qual você pode estar familiarizado.

Um garoto encontra uma garota. Eles se apaixonam. Eles têm um grande casamento, em que todos os seus amigos e entes queridos os encontram para comemorar esse grande dia.

E então, depois desse casamento, aqueles mesmos amigos e entes queridos param de ter noticias do casal recém-casado. O relacionamento conjugal se tornou tão prioritário que as amizades e relacionamentos se dissolvem quase que completamente.

Já viu isso antes?

Como conselheiro profissional, autor e especialista em relacionamentos, me pergunto se a nossa cultura cristã em geral tende a fixar-se em relacionamentos românticos, sem nos fazer lembrar dos outros relacionamentos importantes para os quais Deus nos chama.

De alguma forma, caímos na perigosa mentalidade que enxerga o casamento como o único relacionamento que supostamente reflete o Corpo de Cristo.

Tão importante quanto o casamento está para a Igreja, não posso deixar de me perguntar: e quanto às outras relações significativas em que Deus nos chama? E quanto aos nossos relacionamentos com outros cristãos que Deus colocou em nossas vidas? E quanto a orientação, discipulado e amizade? E quanto a comunidade?

Aqui estão algumas razões pelas quais uma comunidade verdadeira possui mais benefícios do que realmente pensamos:

1. Uma comunidade desafia você a ser mais parecido com Jesus (Hebreus 10.24-25)

Nada faz você ser mais parecido com Jesus do que a rotina diária de interações com os outros. Muitas vezes pensamos no casamento quando tratamos desse processo de refinamento, mas a verdade é que Deus nos dá a comunidade como um caminho para nos fazer mais semelhantes a Ele.

A Palavra de Deus lembra que somos colocados em relacionamentos para que possamos encorajar uns aos outros em nossa busca por Deus e Seu Reino. É dentro da comunidade que nos é dada a oportunidade de sermos refinados como seguidores de Cristo.

2. Uma comunidade atende às necessidades práticas (Atos 2.42-47)

Assim como na Igreja primitiva, a comunidade é um lugar onde satisfazemos algumas das nossas necessidades. Precisamos aprender a abrir mão de nossos muros e pedir a ajuda de nossos irmãos e irmãs em Cristo.

Se precisamos de alguém para buscar remédios para nós quando estamos doentes, preparar uma refeição no final de uma longa semana ou nos ajudar a carregar um fardo financeiro, o Corpo de Cristo foi feito para apoiar e amar uns aos outros de forma prática. Podemos aprender muito sobre o amor na troca das nossas necessidades práticas.

3. Uma comunidade ajuda você emocionalmente (Gálatas 6.12)

Tão importantes quanto as necessidades físicas são as necessidades emocionais que carregamos através da vida. É dada a nós a responsabilidade de nos apoiar mutuamente em tempos difíceis e carregar os fardos uns dos outros. Tanto quanto nós precisamos estar disponíveis para os nossos irmãos e irmãs em Cristo, também precisamos ter a coragem de pedir-lhes para estarem ao nosso lado quando somos nós os que precisamos de apoio, oração ou um ombro para chorar.

É importante que sejamos verdadeiros uns com os outros, porque é isso que uma verdadeira comunidade realmente é.

4. Uma comunidade revela seus dons e talentos (Eclesiastes 4.9-12)

Dois são melhores que um, porque há o dobro da força, o dobro da resistência e o dobro dos talentos.

Dentro do contexto da comunidade temos a oportunidade de descobrir nossos dons e talentos e usá-los para abençoar os outros. A cada um de nós é dado um papel muito específico no Corpo de Cristo, e são nestas relações que nossos papéis podem ser usados para glorificar a Deus ao máximo. Somos parte de algo realmente especial (1 Coríntios 12.27).

5. Uma comunidade abre os seus olhos para as necessidades do próximo (1 Tessalonicenses 5.14)

Dentro da comunidade, somos incentivados a olhar a nossa volta para as necessidades daqueles que nos rodeiam. Somos chamados para fortalecer aqueles que são fracos e a encorajar aqueles que estão pra baixo. A comunidade nos chama para deixar de lado o nosso egocentrismo e auto-absorção ao nos dar a responsabilidade de olhar para o nosso próximo.

6. Uma comunidade fortalece o seu relacionamento com Deus (Provérbios 27.17)

Há algo de real no conceito do poder nos números. Quando estamos cercados por outros cristãos, nos sentimos fortalecidos em nossa fé e podemos ser mais sensíveis à presença de Deus em nossas vidas. Existe algo poderoso sobre os crentes se unirem, sendo testemunha da vida uns dos outros. Precisamos de pessoas nos questionando, fazendo perguntas difíceis e nos desafiando a realmente viver nossa fé.

7. Uma comunidade ajuda a satisfazer nossa necessidade de amor (Provérbios 17.17)

Não há como negar que somos homens e mulheres que anseiam por amor. Fomos feitos por um Deus relacional que anseia em estarmos com Ele. Ainda mais surpreendente que isso é o fato que Deus dá o dom de cada um como uma maneira de satisfazer as nossas necessidades terrenas por amor. Este amor fraternal (ou phileo) que nos é dado é uma bela representação do maior Amigo que deu a Sua vida por nós. Também somos chamados a amar uns aos outros dessa maneira linda.

8. Uma comunidade oferece oportunidades para a confissão, que conduz à cura (Tiago 5.16)

Há poder na confissão. Isso nos dá a oportunidade de trazer à luz as coisas que nos têm mantido na escuridão. Dentro da comunidade, temos a chance de sermos reais uns com os outros, de confessar nossos pecados e libertar-nos das coisas que impedem que vivamos a melhor vida com Deus. A verdadeira comunidade exige transparência, autenticidade e confissão.

9. Uma comunidade ensina a trabalhar através dos conflitos (1 Coríntios 1.10)

Reúna qualquer grupo de pessoas e uma coisa é certa: o conflito é inevitável. Mas somos chamados para trabalhar através das nossas divergências uns com os outros como um Corpo de cristãos. Somos convidados a ser um corpo unido, o que nem sempre é fácil ou natural. É uma experiência humilde que nos ensina a deixar o nosso orgulho, a aprender a assertividade e a melhorar a nossa comunicação.

Precisamos uns dos outros, porque é dentro da confusão dos relacionamentos com o próximo que somos lembrados da nossa necessidade desesperada por Ele.

10. Uma comunidade dá à você a possibilidade de perdoar (1 Pedro 4.8-11)

Não há nada mais belo do que a imagem do Evangelho exibida através das nossas interações saudáveis como um Corpo de crentes. Dentro deste Corpo, estamos expostos a nos machucar e então garantimos a oportunidade de perdoar. Começamos a sentir o que Jesus sentiu quando Ele sofreu as feridas nas mãos das pessoas que Ele amava. E Ele as amou de qualquer maneira. Esta é a parte mais difícil da comunidade, mas é a parte que nos faz mais parecidos com Ele.

Todos os dias somos chamados para sermos mais semelhantes a Jesus e a comunidade é uma das maneiras pelas quais somos convidados a fazê-lo. Então, o que isso parece em sua vida?

Traduzindo e Adaptado por Gustavo Neves. Link original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?