O que não fazer em 2017

2

É um novo ano e se você for como a maioria das pessoas, provavelmente está com a sua lista de promessas pronta: fazer academia, poupar dinheiro, viajar e por ai vai…

Você realmente deve buscar fazer essas coisas, mas nessa publicação queremos falar sobre o que não fazer esse ano, confere ai:

Compartilhar sua opinião sobre tudo

Todos temos direito à nossa opinião. E na maior parte do mundo ocidental, temos a bênção de sermos capazes de compartilhar as nossas ideias sem qualquer perigo. Mas, como o apóstolo Paulo diz em 1 Coríntios 6:12, podemos fazer qualquer coisa, mas nem tudo nos convém fazer.

Estou convencida de que muitos de nós se tornaram escravos do compartilhamento das suas opiniões. Nós gastamos muito tempo fazendo isso. Para alguns isso se tornou uma necessidade básica, que só é satisfeita quando se expressa publicamente sobre tudo o que acontece no mundo.

Então isso é algo que realmente devemos fazer menos nesse ano, podemos usar esse tempo lendo, refletindo, conversando e buscando compreensão, ao invés de achar que o mundo anseia pela nossa opinião.

Reclamar

Falta de gratidão. Se você está lendo esse artigo significa que você tem muito para ser grato. Hoje provavelmente você tomou café, almoçou, teve acesso a transporte e provavelmente gasta mais na sua conta de celular o que a maioria das pessoas (no mundo) gastam em um mês para sobreviver.

Talvez você esteja lutando com algum problema de saúde ou esteja deprimido, mas é justamente nesses momentos que nossa fé é refinada. Quando damos graças em todas as circunstâncias mostramos que realmente acreditamos que Deus tem sido bom, não importa a nossa situação.

Seja qual for a situação que você está enfrentando hoje, você tem inúmeros motivos para ser grato, então pare de reclamar. Isso não ajuda em nada.

Fazer comparações

“A comparação é o ladrão da alegria.”  Você pode criar a sua imagem do jeito que você quiser. Coloque um filtro, uma legenda legal e pronto, ninguém vai desconfiar que estava chorando após uma discussão. É o que a nossa sociedade tem feito, é quase um acordo de cúmplices para manter uma aparência de perfeição no mundo digital. O problema é: somos todos propensos a inveja.

Mais uma vez Paulo oferece um comentário sábio sobre a comparação: “Não temos a pretensão de nos igualar ou de nos comparar com alguns que se recomendam a si mesmos. Quando eles se medem e se comparam consigo mesmos, agem sem entendimento.” 2 Coríntios 10:12

A vida, com todas as suas decepções, altos e baixo, nunca será totalmente descrita ou compreendida por aquilo que você escolhe para projetar ou observar on-line, então pare de comparar a sua vida com os outros.

Ficar online o tempo todo

Nós sabemos que devemos gastar menos tempo on-line e mais tempo com pessoas reais. Sabemos que não devemos nos envolver em debates idiotas no Facebook ou Twitter, seja como participantes ou espectadores. Mas a mídia social é um daqueles pequenos prazeres que fazemos mesmo que depois a culpa caia sobre nós.

Este ano, saia das mídias sociais e gaste esse tempo tendo conversas face-a-face. Talvez até mesmo com estranhos. Quando você começa a focar os seus olhos para fora do seu telefone durante aqueles momentos chatos de esperar o trem, ou ser chamado em uma consulta, você descobre pessoas e situações bem interessantes ao seu redor.

Há provavelmente muito mais coisas para fazer nesse ano, mas tenho certeza que seu ano será incrível se você começar por essas atitudes.

Traduzido e adaptado por Mari Galindo. Original aqui

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?