O perfil de uma pessoa provocativa

1

Eu sinto muito por aquelas pessoas que passam o dia nas mídias sociais criticando pessoas e tudo o que vê pela frente. Será que elas apenas sentam lá, hora após hora, seguindo as pessoas que desprezam, e depois jogando farpas em seu caminho? Isso deve ser uma maneira terrível de viver. Algumas pessoas parecem murchar onde há paz e prosperar onde há contenda. O livro de Provérbios nos alerta sobre pessoas assim, pessoas que gostam de conflitos e ódio.

 

A pessoa de temperamento quente

“O homem que se irrita com facilidade provoca conflitos, mas quem é paciente acalma a discussão” (15:18). O homem de temperamento quente é apaixonado por todos os tipos de coisas e permite que dessa paixão brote a raiva. Sua paixão e raiva promovem a contenda, para causar problemas que poderiam ser evitados ou resolvidos.

A pessoa perversa

“O homem perverso espalha contendas, e o difamador separa amigos íntimos” (16:28). Assim como um hacker de computador escreve um vírus e espalha pela internet, essa pessoa perversa cria conflitos amargos, desacordos e “sementes de TI” em seus relacionamentos. Ela pode fazer isso através da difamação, através de fofocas, e por meio de calúnias, sempre com o objetivo de colocar outras pessoas contra a sua vítima. Sua perversidade é destinada a prejudicar os outros.

O amante da transgressão

” Quem ama a discussão ama o pecado; quem faz alta a sua porta* busca a ruína”. (17:19). Em vez de amar e buscar tudo o que é bom e belo no mundo, essa pessoa ama o pecado, ela ama a contenda, ela ama o que é mau. “Quem mais gostaria de uma contenda além de uma pessoa que também ama o pecado? Ela tem prazer em ver uma briga, seja ela mesma brigando ou colaborando para que outras briguem. *Faz alta a sua porta ou quem se vangloria (abrindo a sua boca no orgulho), ele encontra o que está procurando – alguém arruinado”.

O tolo obstinado

“Os lábios do tolo trazem conflitos, e sua boca clama por açoites” (18: 6). Provérbios identifica pelo menos três tipos diferentes de tolo. Este é tolo não por causa de alguma deficiência mental, mas “por causa de sua propensão a fazer escolhas erradas.” Ele traz conflitos com ele onde quer que vá simplesmente por causa da sua tolice. Contenda e discórdia é parte de quem ele é, assim como é parte do que ele faz.  As palavras do tolo provocam problemas, “sua boca clama por açoites” – praticamente implorando por uma surra.

O tolo moralmente deficiente

“Evitar conflitos é motivo de honra para o homem, mas todo insensato se envolve neles” (20: 3). Esse tipo de tolo é ainda pior do que o obstinado. No momento em que ele abre a boca, suas palavras mostram que ele é totalmente deficiente em bondade e graça. Ele é quase intolerável e causa problemas por onde passa.

O zombador

“Quando se manda embora o zombador, a briga acaba; cessam as contendas e os insultos” (22:10). O zombador aparece várias vezes em Provérbios e aprendemos com ele, porque ele se recusa a ouvir a repreensão, ele tem falta de sabedoria, ele é cheio de orgulho, ele não vai pedir conselhos e atenção dos outros. Ele é tão odioso que, eventualmente, todo mundo se afasta dele, evitando algum tipo de relacionamento.

O controverso

“O que o carvão é para as brasas e a lenha para a fogueira, o amigo de brigas é para atiçar discórdias. (26:21). Se você colocar um pedaço de madeira perto das brasas, é apenas uma questão de tempo antes que a madeira seja consumida em chamas. Da mesma forma, se você estiver muito tempo na presença de uma pessoa controversa e brigona, é apenas uma questão de tempo para você entrar em uma briga.  Esta pessoa controversa é sempre pronta para um bom argumento e nenhum problema é demasiado grande ou muito pequeno.

O arrogante

“O homem arrogante provoca brigas” (28:25). Orgulho caminha lado a lado com a afirmação por isso não é nenhuma surpresa dizer que a arrogância leva a contenda. É por isso que as pessoas orgulhosas muitas vezes acabam brigando com as outras e todos os conflitos são muito difíceis de serem resolvidos. Ser um pacificador e manter a paz exige humildade.

O irritado

“O homem irado provoca brigas, e um homem de temperamento quente multiplica pecados” (29:22). A pessoa cuja vida é caracterizada pela raiva é uma pessoa que constantemente promove contenda, criando brigas que não precisariam existir, e mantendo-a onde facilmente poderia ser resolvida. O Provérbio nos alerta para não nos associarmos estreitamente com esse tipo de pessoa, para que não agirmos como ela. Não só isso, mas esta pessoa irada tem a capacidade, e talvez até mesmo o desejo, de provocar problemas entre outros, forçando sua raiva muito além de si mesmo.

E agora, o que fazemos?

O que fazemos com pessoas provocantes como essas? Como nos relacionamos com elas? “Na maioria delas, você vai rapidamente saber que suas chances de levar o conflito com essa pessoa para uma resolução pacífica será mínima. Como regra geral, a melhor coisa que você pode fazer é avisá-la das conseqüências de suas ações e ficar fora do seu caminho. Mas ainda mais importante que isso, é olhar para essas características provocativas dentro de si mesmo e destruí-las de uma vez por todas!

 

 

 

 

Texto traduzido e adaptado por Paulo Neitzke. Original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?