Exercendo liderança quando você não está no comando

0

A única coisa que eu chefio é um pote de Nutella (o pote grande, não do pequeno).

Talvez você seja como eu: já teve alguns papéis de liderança e alguma experiência como coordenador, mas atualmente você não está no comando dos profissionais que digitam freneticamente em seus computadores.

Você pode não ser o responsável pelo seu escritório, pela Igreja, por um ministério ou qualquer outro grupo. Você certamente não pode controlar as atividades de todo mundo. Mas você ainda pode causar um impacto, não importando a sua posição.

CULTIVE RELACIONAMENTOS

Saiba o nome dos filhos da recepcionista. Saia para almoçar com seus colegas de escritório. Pergunte às pessoas sobre o fim de semana. Dos sete dias da semana, você acaba gastando pelo menos cinco dias com seus companheiros de trabalho. Pense nisso: você gasta 40 horas por semana com seus melhores amigos? Use essas 40 horas semanais para investir na vida daqueles que você passa a maior parte do tempo.

TENHA CONVERSAS CARA A CARA

Pense duas vezes antes de enviar um e-mail. Algo está sendo comunicado de maneira equivocada ou mal interpretada? Esse é o tipo de conversa que seria mais eficiente se fosse feita cara a cara? Ao invés de iniciar uma longa cadeia de e-mails, saia da sua cadeira e vá falar com a pessoa (ou pelo menos, pegue o telefone). O e-mail pode parecer ser mais rápido, mas ter tempo para falar pessoalmente, promovendo um relacionamento, faz o trabalho ser bem feito.

TENHA SENSO DE HUMOR

Estar com a moral baixa no escritório é como estar em constante estado de depressão. Portanto, não tenha medo de ser a luz em seu escritório. Brinque um pouco, brinque mais um pouco e brinque um pouco mais. Busque oportunidades (apropriadas) para que seus colegas de trabalho deem risada. Acredite, eles vão gostar de você por isso. A vida é muito curta para não rir um pouco.

ENCARE OS CONFLITOS

Se, todos os dias, um dos seus colegas insiste em roubar sua mortadela da geladeira, não reclame com todo mundo, mas sim com ele. Se existe algum problema, exerça o princípio bíblico de primeiramente abordar a pessoa com quem você tem um problema. Se esforce para ouvir, buscar entendimento, falar a verdade em amor e fazer as pazes. Se persistirem os problemas, chame seu chefe ou um mediador. Seja a pessoa que procura resolver os conflitos. Se mexa e não deixe os problemas apodrecerem.

NÃO FIQUE FOFOCANDO

“Você viu o que ela está vestindo hoje? Você viu o que ele fez na última sexta-feira?” Se suas conversas são feitas principalmente com sussurros, você provavelmente precisa mudar os assuntos. Você não será capaz de impactar positivamente seu local de trabalho se estiver falando negativamente sobre todos que estão em seu escritório.

FIQUE CALMO

Existe alguma coisa que faz você rapidamente perder a calma em seu trabalho? Não trabalhe ou reaja com raiva e frustração. Não responda seus e-mails com respostas sarcásticas. Guarde um tempo (ou uma noite), aperte aquelas bolinhas anti-stress, fique calmo e responda de maneira apropriada. Uma palavra calma realmente desvia a ira.

FORTALEÇA, NÃO ENFRAQUEÇA

Um trabalhador feliz é um trabalhador valorizado. Você pode não estar dando as avaliações de desempenho à seus colegas de trabalho, mas você pode encorajá-los e apoia-los. Deixe um recado agradável. Chame-os para almoçar. Partilhe sua gratidão e diga “muito obrigado”. Deixe-os saber que você os valoriza. Fortaleça aqueles que estão ao seu redor e não os enfraqueça.

MONITORE A NEGATIVIDADE

Queixar-se sobre o trabalho e as coisas que fazem parte do seu escritório (banheiro, filtro de água, café, almoço e etc.) pode parecer um rito de passagem, mas desabafar é uma coisa e ser constantemente negativo é outra coisa. Todo emprego tem seus problemas, mas chafundar na negatividade crônica faz qualquer situação parecer terrível e insuportável. Saiba quando desabafar (e com quem desabafar) e quando mudar de assunto.

RECONHEÇA SEUS ERROS

Eu cometo tantos erros quanto odeio admiti-los. Quer se trate de um e-mail com um erro de digitação ou um erro de cálculo em um relatório, todos nós erramos porque todos nós somos seres imperfeitos. Admita e reconheça quando você fez algo errado. Forneça uma solução quando puder. Não demore muito para se desculpar. As pessoas vão respeitá-lo ainda mais por isso.

Você pode não ser o chefe em seu trabalho, mas você pode ser o responsável por construir uma cultura positiva em seu escritório. Sua atitude, ética profissional e alegria podem ser contagiantes a ponto de você ter outras pessoas construindo esse clima positivo ao seu lado.

 

Traduzido e Adaptado por Gustavo Neves. Original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?