Com a Palavra // Vocalista

0

Sabemos muito bem que nem todas as igrejas são “abençoadas” com músicos profissionais ou que no mínimo se dedicam semanalmente em aprimorar o conhecimento acerca do seu instrumento. O mais natural é pastores e líderes contarem com voluntários que, dentro dos seus limites, procuram ajudar no ministério de música. A igreja deve proporcionar e dar oportunidades para seus membros, assim como deve fornecer cursos e incentivá-los a fazerem tudo com excelência.

Existe um exigência muito grande para que o louvor seja bom e agradável, mas nem sempre todos estão dispostos a “pagar o preço” para que isso se torne uma realidade. Foi com base nisso que criamos essa série. Queremos proporcionar e desenvolver o conhecimento sobre os instrumentos mais utilizados nas igrejas, compartilhando dicas, visando o enriquecimento e a melhoria de cada músico. Obviamente que não conseguiremos ser amplos e tão profundos no assunto, mas acreditamos que tudo o que for dito será de grande proveito para você.

Para cada instrumento convidamos um músico que estudou/está estudando com plena capacidade e propriedade para falar sobre o assunto.

Margareth Miguel

margareth

Margareth mora na cidade de Louisville, nos EUA. Ela é membra da St. Stephen Baptist Church e canta no coro e na worship band. Em paralelo, ela trabalha regendo o coro da First Cedar Creek Baptist Church, em Bardstown. No Brasil, ela era cantora de Opera, professora de canto e participava do ministério de musica da Igreja Batista em Vila Gerte-SCS. Estudou Bacharel em Música Sacra na Faculdade Teológica Batista de São Paulo, Bacharel em Canto na Universidade Cruzeiro do Sul e foi para os EUA em 2008, para estudar o Mestrado em Voice Performance na Campbellsville University – Ky, no qual se formou em 2012. Hoje, além do trabalho ministerial, ela é cantora há 5 anos na companhia Ky Opera e faz participações em recitais como solista.

 

 

__________________________________________________________________________________________________________________________________

Sua Voz, Sua Pérola, Seu Legado

Assim se expressa o cantor e compositor Djavan: “cantar é mover o dom do fundo de uma paixão, seduzir as pedras, catedrais, coração”. Assim como isso, há tantas expressões e razões para se cantar. Seja para dormir, acalmar corações, falar de amor, protestar ou louvar, existem tantas motivações que nos levam a cantar, não importando a idade, a hora e o lugar.

Quando nos deparamos com o compromisso profissional ou ministerial, não podemos deixar de lado as considerações sobre coisas valiosas. Hoje, nos deparamos com pessoas totalmente comprometidas com o “ato de cantar “, mas sem nenhum compromisso com o cuidado com a sua voz ou instrumento vocal. Isso tem levado muitos cantores a não se importarem com a sua saúde vocal, esquecendo que precisarão usar sua voz até o fim de seus dias na terra.

A voz humana consiste no som produzido pelas pregas, também chamada de cordas vocais, para falar, cantar, gargalhar, chorar, gritar, etc. O mecanismo para gerar a voz humana pode ser subdividido em três partes: os pulmões, as pregas vocais dentro da laringe e os articuladores – lábios, língua, dentes, palato duro, véu palatal e mandíbula. O tom da voz pode ser modificado para sugerir emoções como raiva, surpresa, felicidade e outros.

Nós, cantores, usamos a voz como instrumento criador de nossa música, mas temos outras profissões que usam a voz como instrumento de trabalho, tais como preletores, locutores, atores e outras áreas. Precisamos conhecer bem o nosso instrumento (corpo) e cuidar bem não só da saúde física, mas principalmente da saúde vocal.

Dicas e Uma comparação

Algumas observações importantes: alimentação saudável, dormir bem, fazer exercícios físicos, relaxamento corporal, aquecimento vocal antes de cantar e a hidratação do corpo na rotina do dia a dia (não somente antes de cantar) são práticas extremamente importantes para manter nosso instrumento em bom funcionamento, muito bem afinado e conservado.

Gosto de comparar nossa voz com a pérola! Sabemos que a pérola é um material orgânico duro, geralmente produzido por alguns moluscos e ostras, em reação a corpos estranhos que invadem o seu organismo, como vermes ou grãos de areia. Ao longo da história, a pérola sempre foi valorizada. O trabalho de lapidação feito por joalheiros é algo incrível. Os cuidados com a conservação fazem com que a pérola tenha maior durabilidade e valorização. Precisamos saber o que fazer com nossa pérola (nossa voz). Podemos ao longo do tempo simplesmente banalizar ou com todo cuidado, lapidar e conservar como algo muito precioso.

Independente do estilo musical a ser executado, o cantor precisa ter essa consciência e preocupação de cuidar de sua pérola (a voz). Sinto-me triste e preocupada, quando ouço intérpretes, (principalmente no meio cristão), dizerem: “não preciso de trabalho vocal, muito menos ter todos esses cuidados com a minha voz, afinal estou Louvando com o dom que Deus me deu e o Senhor irá receber minha música de qualquer forma, olhando simplesmente a intenção do meu coração, sendo assim, não preciso de mais nada”! Para mim, honestamente é difícil concordar com este discurso preguiçoso e inconsequente pois não é bem assim que o Senhor nos ensina em sua palavra.

Aprendi desde pequena, que o Senhor dá a cada um de nós (por graça) dons e talentos e só uma coisa ele pede e espera de nós: cuidar, lapidar e aperfeiçoar. Pelo tanto que temos recebido dele, na providencia e cuidado do dia a dia, aperfeiçoar nossos dons e talentos até que não é muito! Talvez você não tenha acesso ou recursos para investir em profissionais da área para te orientar, mas hoje temos recursos na internet, vídeo aulas, artigos, simpósios de música etc., dos quais podem te ajudar, afinal, a expressão “Google it!!” pode funcionar para isso também.

Acesse, pesquise, pergunte, faça alguma coisa, pois a preguiça intelectual não é bem vista aos olhos do nosso Criador. É muito lindo quando podemos dedicar a nossa vida e voz para o Ministério da Música com excelência e coração quebrantado ao Senhor, assim como faziam os levitas no Antigo Testamento. Para termos sucesso em tudo precisamos de aperfeiçoamento e dependência do Senhor.

Um legado

Quando vim fazer o mestrado nos EUA, fiquei impressionada ao ver como a cultura americana valoriza não só o “novo” ou a modernidade, mas também o legado deixado por familiares, professores e pessoas que fizeram algo que marcou a história ou a vida de alguém. Analisando isso, após meu tempo de carreira como cantora e professora de música, me sinto abençoada ao ver alguns alunos meus tendo sucesso em sua carreira e Ministério. Para mim é a maior alegria e honra saber que pude deixar algo e fazer diferença na vida dessas pessoas e assim, deixar o meu legado.

Sei que ainda há muito a fazer, pois enquanto eu respirar e tiver mente sã, quero continuar realizando algo de bom. Pergunto a você, quais são os legados que você está deixando ou espera deixar com seu trabalho musical? Somente cantar por cantar ou espera fazer diferença na vida de muitos com o seu canto, deixando o seu legado?

Meu conselho a você querido cantor: cuide da sua pérola como algo precioso presenteado por Deus especialmente a você. Como diz a canção do compositor Atilano Muradas: “Ele (o Senhor) te deu o dom de descobrir o tom, ele te deu a voz para desatar os nós dos sentimentos teus e dos momentos meus…” Sua voz é como sua “digital”, ninguém tem igual. É única. É sua. E foi criada especialmente para você. E assim também são as pérolas, únicas e especiais. Por isso, faça diferença! Lapide sua pérola e deixe uma marca na história através de seu legado.

Referências

Por fim gostaria de compartilhar algumas canções, um delas da qual tive o privilégio de participar na minha igreja no Brasil, as demais são referências de artistas que admiro e que esbanjam técnica.

 

 

 

 

 

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?