Cartazes expressam as vozes de moradores de rua

0

Já imaginou como seria se ao em vez de roupas, cobertores ou comida, levássemos cartazes para moradores de rua? Um grupo de jovens de Porto Alegre, se uniu para além de suprimentos básicos, levar voz aos moradores de rua.

17 jovens saíram pelas ruas de Porto Alegre levando cartazes em branco para que os próprios moradores expressassem aquilo que eles queriam. O resultado foi impactante. Houveram mensagens de desabafo, saudades e de busca por dignidade.

O grupo já costumava se reunir para distribuir sopa para moradores de rua, mas resolveram tentar algo diferente para chamar a atenção para algo que já consideramos “normal”.

Esses 17 jovens fazem parte de um projeto, denominado Sopão, que surgiu há um ano e hoje distribuiu, em média, 200 refeições por semana. A ida para as ruas ocorre uma vez por semana e os alimentos são entregue na região central de Porto Alegre.

Com a ação, a equipe do Sopão pretende  fazer com que as pessoas pensem fora da caixa e parem de julgar sem conhecer a realidade de cada morador que não vive, mas sobrevive nas ruas. Os pontos de doação de alimentos não perecíveis, bem como informações sobre como participar podem ser encontradas na página do grupo

Foram levar voz. Eles gritaram.

E aí? O que Jesus faria?

Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’.
Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar? 
O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’. (Mateus 25: 35-40)

 

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?