8 dicas para líderes técnicos de música

0

Quando eu era criança, lembro do meu pai contando uma história de quando ele estava dirigindo para casa na volta do trabalho, ouvindo música e se “perdendo” em seu próprio mundo. Ele se aproximou de um semáforo, enquanto estava a 70km/h, quando olhou pra cima nos últimos segundos e percebeu que o sinal estava vermelho. Após pisar nos freios e derrapar o carro fora de controle, fico feliz em dizer que ele (e os outros motoristas da rua) estavam seguros. Mas as câmeras de trânsito tiraram e enviaram para ele algumas fotos “divertidas”.

Creio que a direção de música, em sua forma simples,  é como dirigir por meio de encruzilhadas. Um diretor de música efetivo tem iniciativa e planos futuros, sem deixar muitas coisas largadas à sorte ou tendo de reagir nos últimos segundos. Eles estão sempre alertas sobre o que está acontecendo musicalmente ao seu redor e têm a habilidade de antecipar e ajudar a guiar a banda em suas áreas vulneráveis por um conjunto mínimo de caos e confusão!

Basicamente, o papel de um diretor de música vem com a necessidade de uma comunicação melhor entre os músicos no palco. De qualquer forma, à medida que seus serviços ficam criativamente mais envolvidos dentro e fora do palco, a importância do diretor de música cresce com o tempo. Com isso em mente, seguem alguns pensamentos que podem ajudar diretores musicais quando lidarem com os seus próximos serviços na igreja:

1. Relacionamento, relacionamento, relacionamento

Se eles confiam em você, eles seguirão você. Pode levar um tempo, mas vale à pena investir nisso. Você precisa conhecer seu time, entender o “level”  de habilidade dos seus músicos, suas capacidades e limitações. Construa uma confiança junto ao seu líder de louvor. Você será capaz de ler melhor aonde todos desejam ir e o que eles estão tentando atingir com seu serviço.

2. Veja o contexto completo

Tenha em mente todos os elementos musicais que são necessários no serviço e planeje a passada de som/ensaios corretamente. Considere o que cada cantor e músico precisa ouvir no palco e, também, o que o seu time de produção/TV/diretor técnico precisa antes ou durante o louvor/serviço.

3. Venha preparado

Trabalhe com o líder de louvor antecipadamente para que consiga se preparar com ideias e listas de músicas/músicas chave/transições/arranjos/tempos etc. É igualmente importante, como diretor musical, saber suas próprias partes na guitarra (por exemplo), e também as outras partes que o resto da banda precisa tocar.

4. Esteja vários passos a frente

Esteja vários passos a frente com o que está acontecendo dentro e fora do palco. É como o exemplo acima que eu dei: enquanto está dirigindo o carro, você não espera começar a cruzar as ruas sem antes ter checado se a luz do semáforo está vermelha ou verde. Como diretor musical, você precisa estar louvando com o olho aberto e antecipando as diferentes seções de uma música. Você pode estar no meio de uma estrofe, prestes a entrar numa ponte, mas já estará pensando no que virá depois (repetir a ponte, instrumental, refrão etc.).

Sempre tenha um plano e dê ao pessoal da banda o máximo de “antecipadas” que for possível. São as pequenas coisas que fazem aqueles momentos sensacionais e espontâneos na igreja.

5. Melhore sua habilidade

Tenha uma aproximação integral da sua musicalidade. Salmos 33:3 diz: “…toquem com habilidade ao aclamá-lo”. Existe grande alegria em tocar com habilidade! Sempre desafie a si mesmo praticando e afiando suas habilidades em diferentes facetas da música. Como guitarrista, saber como tocar é uma coisa, mas saber adaptar de acordo com o estilo, criar diferentes paletas de som e conseguir a melhor forma é outra. Muito do meu trabalho agora é gastar um tempo com o Pro Tools.

Essa ferramenta, entre muitas coisas, tem me dado um entendimento maior sobre como os instrumentos as frequências trabalham individualmente e juntas para criarem uma ótima música. O que me leva ao próximo ponto…

6. Conheça a linguagem

Aprenda como funcionam e interagem outros instrumentos. Aprenda a linguagem ou o papel de cada um. Você não precisa tocar todos instrumentos, mas precisa ser efetivamente apto a comunicar com seu time numa linguagem que eles entendem.

7. Ajude a liderança

Nós estamos aqui para servir e estamos em submissão ao nosso líder de louvor e pastor. Não é nossa bandinha em que tentamos o último solo que aprendemos no quarto. Estamos aqui para facilitar o que é melhor para o serviço e ajudar a nossa congregação estar na presença de Deus.

8. Relaxe e seja confiante

Você não precisa ter todas as respostas, mas você precisa cobrir a si mesmo. Mesmo que esteja inseguro sobre o que fazer, simplesmente tome uma decisão e o faça com confiança. Dessa forma, pelo menos, o time todo vai junto com você, evitando possivelmente uma quebra de confiança. Portanto, confie no seu time e na habilidade dele. Fique tranquilo e se divirta!

 

Fonte: Hillsong Worship

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?