11 decisões que todos deveriam pensar em tomar nesse Ano Novo

0

Em nossas vidas, já tomamos decisões como essas: exercitar-se regularmente, guardar dinheiro, comprar um carro, arranjar uma namorada ou fazer um regime. Todas elas são grandes objetivos. Algumas delas exigem de nós um grande esforço para que sejam cumpridas. Porém, o problema associado a essas decisões é que quando não conseguimos cumpri-las, podemos nos sentir como se tivéssemos falhado na nossa missão e, dessa maneira, se torna mais fácil enterrar completamente as nossas metas.

É por isso que criamos essa lista com 11 decisões que todos deveriam tomar nesse Ano Novo. Essas resoluções não estão baseadas naquilo que devemos fazer ou não fazer, mas em pequenos hábitos que podem fazer a diferença em nossas vidas.

1. RECLAMAR MENOS E FAZER MAIS

As vezes nós somos culpados por isso: quando vemos algo distorcido (seja na cultura, na Igreja, no governo ou em nossos relacionamentos), nossa primeira reação é desabafar sobre a situação ao invés de pensar nas formas que podemos ajudar a resolver o problema. Reclamar de alguma coisa pode oferecer um alívio momentâneo das frustrações, mas trabalhar nas soluções para os problemas deste mundo pode realmente consertar as coisas que estão distorcidas.

2. INVESTIR MAIS TEMPO EM CONVERSAS ÚTEIS

Frequentemente, passamos muito tempo conversando com nossos amigos, familiares e colegas de trabalho sobre assuntos superficiais. Embora não seja errado brincar, conversar sobre séries ou discutir sobre futebol, se não investirmos em conversas mais profundas e que nos desafiem intelectualmente, espiritualmente e socialmente, essas conversas se tornarão cada vez mais raras em nosso cotidiano.

3. GASTAR MENOS TEMPO COM AS PREOCUPAÇÕES

Qualquer tempo gasto com alguma preocupação é um tempo perdido. Viver preocupado não é algo produtivo. Assim como a autora Corrie ten Boom escreveu em seu livro O Refugio Secreto, “a preocupação não livra o amanhã de seu pesar; ela livra o hoje de sua força.”

4. ORAR MAIS

Facilmente oramos menos quando temos muitas coisas a fazer. Mas, na verdade, a vida precisa funcionar no sentido oposto. Lutero disse uma vez, “eu tenho tanta coisa para fazer que vou passar minhas 3 primeiras horas em oração.” Não importa o quão ocupado nós estejamos: passar mais tempo em oração (mesmo que seja durante uma viagem ou no nosso trabalho) é a chave para o crescimento espiritual.

5. ESCUTAR NOVAS MÚSICAS DURANTE A SEMANA

Com o crescimento das plataformas SoundCloud, Spotify e Deezer, manter-se atualizado com os novos lançamentos musicas nunca foi tão fácil. Mas também nunca foi tão fácil encontrar novos artistas e descobrir músicas que você nunca ouviu. No próximo ano, pesquise sobre músicas diferentes e artistas que estão moldando a nossa cultura.

6. DAR UMA FOLGA PARA AS OUTRAS PESSOAS

Na era das mídias sociais, facilmente caímos na armadilha de ficar com raiva dos nossos amigos a respeito das coisas que eles dizem e que nós não concordamos. Infelizmente, essa mentalidade de sentir-se ofendido por conta daquilo que as pessoas dizem ou fazem se arrasta em nossos relacionamentos, nas Igrejas e nos locais de trabalho. E na maioria das vezes, o insulto é superestimado.

Nesse Ano Novo, comprometa-se a se sentir menos ofendido e a reservar sua raiva para os problemas que realmente importam.

7. DAR UMA FOLGA PARA SI MESMO

Todos nós já tentamos realizar alguma coisa em nossas vidas que acabou não dando certo. Todos nós cometemos erros e já falhamos. A boa noticia é que Deus não espera que sejamos perfeitos e, por isso, não precisamos esperar algo assim de nós mesmos. No próximo ano, caso você fracasse em algo, faça o que for necessário para fazer direito, mas seja rápido para seguir em frente e mostrar a si mesmo a mesma graça que você estende aos outros.

8. LER MAIS LIVROS

Em uma carta a um amigo, C.S. Lewis escreveu, “é preciso ler um bom livro pelo menos uma vez a cada 10 anos.” Considerando que existem milhares de “bons” livros para escolher, o conselho de Lewis não parece ser prático, mas isso não a torna menos poderosa. Existe muita sabedoria nas páginas escritas por algumas das grandes mentes da humanidade. Não importa quanto tempo você gasta com leitura: o que importa é você ter tempo para ler.

9. DESAFIAR OS SEUS PRÓPRIOS PRESSUPOSTOS

Podermos dar uma olhada nas notícias recentes, nos acontecimentos atuais e nos debates que estão acontecendo nas Igrejas, e ficará claro que vivemos tempos de polarizações e divisões em nosso mundo. Mesmo que a capacidade de posicionar-se sobre certos assuntos seja algo admirável, ouvir o outro lado e se colocar no lugar do nosso próximo é algo mais admirável ainda.

Questionar os nossos próprios pressupostos não ajudarão apenas a desafiar as nossas crenças, mas também poderão fortalece-las.

10. FICAR MENOS TEMPO COM O TELEFONE

Quando você refletir sobre 2015 no ano que vem, provavelmente não se lembrará da sua maior pontuação no Candy Crush. Mesmo que você não seja um viciado em aplicativos, todos nós podemos passar menos tempo olhando para as telas de celular e mais tempo desfrutando das pessoas e dos lugares ao nosso redor.

11. COMPARTILHAR MAIS REFEIÇÕES COM AQUELES QUE VOCÊ AMA

Todos vivemos ocupados. Na maioria das vezes, é mais conveniente ir ao drive-thru e almoçar em sua mesa ou usar a hora do jantar para recuperar o atraso em alguma série da Netflix. Não há nada de errado em fazer isso de vez em quando, mas quando “comer em alta velocidade” se torna uma rotina, você e outras pessoas em sua vida serão privadas de momentos que poderiam ser usados para construir relações mais profundas.

 

Traduzido e Adaptado por Gustavo Neves. Original aqui.

No more articles
Fé inteligente todo mês na sua caixa de entrada?